Gêmeas siamesas que nasceram em maternidade de Salvador têm piora e cirurgia é antecipada

As gêmeas siamesas que nasceram na Maternidade de Referência José Maria de Magalhães Netto, em Salvador, tiveram a cirurgia de separação antecipada após piora no estado de saúde. Inicialmente, a previsão era de que o procedimento fosse feito dentro de um mês. Mas, conforme a assessoria da unidade de saúde, deverá ocorrer até sexta-feira (6).

O procedimento será feito por Célia Britto, cirurgiã da maternidade, e também pelo cirurgião pediátrico de Goiás Zacharias Calil. Em entrevista ao G1, na tarde desta quinta, o médico comentou sobre o estado de saúde das bebês.

“Estou indo para a Bahia nas próximas horas. Elas têm que passar pela cirurgia. A informação que recebi é que elas tiveram uma piora muito acentuada no estado de saúde. Uma das meninas nasceu com cardiopatia. Vamos fazer a cirurgia até amanhã”, contou Zacharias Calil.

“Eles me chamaram para fazer a cirurgia porque eu tenho uma experiência muito grande. É uma cirurgia muito delicada. É de extremo risco”, pontuou o cirurgião.

As bebês nasceram no dia 29 de outubro. Na ocasião, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) explicou que, na avaliação preliminar, as gêmeas siamesas estavam interligadas apenas pelo fígado.

Fonte: G1