“Vamos avaliar medidas cabíveis”, diz governador sobre ‘motociata’ em Salvador

Foto: Reprodução

O governador Rui Costa (PT) disse neste sábado (19) que avaliará medidas cabíveis a serem adotadas diante da moto-carreata anunciada por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Salvador. O ato está previsto para acontecer no feriado de Dois de Julho.

“Temos um presidente completamente irresponsável, que não tem nenhum sentimento pela vida humana. Ele e seus seguidores continuam praticando irresponsabilidades, mesmo que aquilo implique em mais mortes de pessoas. Então, nós vamos avaliar as medidas que são possíveis e cabíveis nesse caso”, declarou o governador, durante inauguração de um hospital na cidade de Amargosa.

“Agora, a modinha dele é fazer passeiozinho de moto pelas cidades. Independente de serem mil, duas mil, cinco mil motos, não interessa, mostra a diferença entre nós e eles”, acrescentou.

Segundo os organizadores, há a expectativa de que o próprio Bolsonaro e o ministro João Roma (Cidadania) participem do evento bolsonarista na capital baiana. Ambos, contudo, ainda não confirmaram oficialmente se virão.

“Infelizmente, essa é a seita. Eu chamo isso de seita. Um seita que provocou, até agora, 500 mil mortos. O nosso país é o segundo país do mundo em número de mortes”, reiterou Rui Costa.

Numa motociata no último sábado (12), em São Paulo, além de ter a placa de sua motocicleta coberta e circular sem máscara, Bolsonaro utilizou um capacete do tipo “coquinho”, sem viseira e proteção para o maxilar, o que é proibido para motociclistas e pode render multa grave.
Fonte: Metro1