Secretaria de Infraestrutura do Estado monitora 17 trechos de rodovias baianas atingidas pelas chuvas em seis diferentes regiões do estado

Secretaria de Infraestrutura do Estado monitora 17 trechos de rodovias baianas atingidas pelas chuvas em seis diferentes regiões do estado

A Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) monitora a situação das rodovias estaduais atingidas pelas chuvas neste fim de semana. A equipe técnica do órgão acompanha as ocorrências registradas em 17 trechos de vias em seis diferentes regiões baianas. O trabalho vem sendo realizado no Extremo Sul, Litoral Sul, Médio Sudoeste, Médio Rio de Contas, Irecê e Recôncavo.

O tráfego de veículos foi interrompido pela Seinfra nos KMs 17 e 30 da BA-284, entre Itamaraju e Jucuruçu, na manhã deste sábado (25) devido ao volume de água das chuvas no Extremo Sul. Ambos os trechos estão sinalizados. Ainda em Itamaraju, a circulação de motos e carros no KM 02 da BR-489, que faz ligação com Prado, foi retomada hoje após ficar bloqueada por motivos de segurança. O deslocamento de ônibus e caminhões só será autorizado após a execução dos serviços, que serão iniciados com a melhoria das condições climáticas na região. Na ponte de acesso a Prado, na BA-001, a passagem de automóveis de pequeno porte sobre o equipamento foi liberada desde ontem.

No Litoral Sul, o aumento do volume de água dos rios Cachoeira e Almada causou o bloqueio da circulação de veículos em dois trechos da BR-415 e em um da BA-262. Há interdições de tráfego na BR-415, que liga Ilhéus a Itabuna; no KM 66, entre os distritos de Cajueiro Novo e Rua Enxuta; entre Itabuna e Floresta Azul, e na BA-262, de Itajuípe até Coaraci. A circulação de veículos só será possível quando o nível da água baixar. Também está interrompido o trânsito na BA-972, entre Coaraci, Itamotinga e Cafundó, e na BA-651, de Coaraci até Itapitanga, devido às dificuldades de acesso. O deslocamento de automóveis em ambos os trechos vai ser liberado com a melhoria das condições climáticas.

Uma empresa contratada pela Seinfra já está se mobilizando para executar os serviços emergenciais no aterro do trecho da BA-120, entre Itapé e Itaju do Colônia, que rompeu nesta semana. A passagem de carros e motos já está liberada. As ações serão iniciadas nos próximos dias para permitir a passagem de ônibus e caminhões no local. O retorno do fluxo de automóveis na BA-262, entre Ilhéus e Uruçuca, foi autorizado pela Seinfra neste sábado, após a retirada das árvores que caíram na pista na última semana, feita pelo Consórcio Litoral Sul e Prefeitura de Uruçuca.

Em direção à região do Médio Rio de Contas, os deslizamentos de terra na BA-263, que liga Vitória da Conquista à Serra do Marçal, causaram a interrupção do tráfego pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE), na manhã deste sábado. A equipe técnica da Seinfra já está no local e aguarda a melhoria das condições climáticas para iniciar os reparos necessários. A encosta também cedeu na BA-026, entre Santo Antônio de Jesus e Amargosa, no Recôncavo Baiano e o trânsito no local foi parcialmente liberado.

No Médio Sudoeste baiano, um bueiro rompeu no KM 35 da rodovia, entre Ibicuí e Ibitupã, por causa do volume de água. O tráfego foi interditado desde ontem à noite (24). Os serviços emergenciais no trecho serão iniciados pela Seinfra nos próximos dias. O consórcio Costa do Descobrimento está mobilizando as máquinas para realizar a recomposição do aterro de um dos encontros do pontilhão na BA-274 da BR-101, até Caiubi, que cedeu na última semana. Na BA-130, o nível da água subiu na ponte do Rio Catolé, que liga Firmino Alves com Itororó. A passagem de veículos será retomada assim que abaixar a quantidade de água sobre o equipamento.

Na região da Chapada Diamantina, o fluxo de automóveis na BA-144, de Tanquinho de Lençóis até Bonito, encontra-se bloqueado após a pista ceder. Os equipamentos estão sendo deslocados pela empresa responsável pela manutenção na rodovia para começar as intervenções necessárias. Os serviços emergenciais já começaram na BA-225, entre Presidente Dutra e Uibaí. A Seinfra acionou a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) a fim de não permitir a passagem de veículos pesados na via.

Fonte: Ascom/ Gov.Ba