“Tenho amigos que dizem fumar maconha todos os dias”, afirma secretário da SSP-BA

“Tenho amigos que dizem fumar maconha todos os dias”, afirma secretário da SSP-BA
Reprodução/Vídeo

O secretário de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA), Ricardo Mandarino, comentou, durante um evento internacional, sobre um assunto ainda considerado espinhoso e que divide opiniões: a liberação do uso da maconha. A participação dele no congresso aconteceu no dia 28 de março e, desde então, circula nas redes sociais um trecho editado do discurso do gestor.

No vídeo, compartilhado nas redes sociais, o comentário de Mandarino é editado e os seus trechos colados em sequência para dar a impressão de que ele diz que as drogas “livram das amarras mentais e torna o homem um emancipado mental”.

Disponível no YouTube, no canal da Superintendência de Prevenção à Violência (SPREV), o vídeo original mostra o momento em que o secretário, enquanto discursava sobre o poder do tráfico de drogas e a quantia de dinheiro que a criminalidade movimenta com o comércio ilegal, ressalta que não estava defendendo a liberação, mas propondo aos demais palestrantes a pensar em uma política pública que ajudasse a acabar com a criminalidade.

“Não estou ‘atucanando’ a liberação, não é isso, porque nenhum país liberou geral, eles controlam. Estou propondo uma política como se faz com o cigarro […] O tráfico de drogas movimenta o dobro do que a Bahia arrecada de tributos, o estado é o sexto maior PIB do Brasil. O argumento que se usava sobre a bebida alcoólica é o mesmo que se usa hoje em relação ao uso das drogas, sobretudo o uso da maconha”, disse.

Ainda durante a sua fala, ele trouxe como exemplo o Programa Nacional de Combate ao Fumo (PNCT), instituído no Brasil na década de 80 e citou o raciocínio de um pesquisador que sugeriu que a maconha atiçava a criatividade. Mandarino ressalta que não está concordando com a teoria.

“As pessoas que perdem o controle do uso social e moderado da droga [maconha] são poucas, não é todo mundo que faz isso, a maioria das pessoas que eu conheço, que fuma maconha, são pessoas que trabalham todos os dias […] Não estou defendendo isso, não, eu nunca fumei, maconha, não gosto de bebida alcoólica e odeio vinho […] Eu tenho amigos que dizem que fumam cigarro de maconha todos os dias para dar uma relaxada”, completou Mandarino.

*BNews