‘Lula Livre’ tem que se transformar em uma campanha muito maior, diz ex-presidente

Foto: Reuters/Rodolfo Buhrer/Direitos reservados

 

Durante o festival em sua homenagem, no Recife, neste domingo (17), o ex-presidente Lula fez mais um discurso inflamado para apoiadores. Segundo ele, a campanha “Lula Livre” precisa evoluir para “uma campanha muito maior”.

“Agora, a campanha ‘Lula Livre’ tem que se transformar em uma campanha muito maior, porque o que nós queremos é a anulação da safadeza dos processos contra nós”, disparou o líder petista.

Lula ainda citou o ministro da Justiça, Sergio Moro, responsável por sua condenação em primeira instância, e o procurador do Ministério Público Federal (MPF), Deltan Dallagnol.

“Adoraria estar com [Sergio] Moro e [Deltan] Dallagnol para discutir quem é safado nesse país”, afirmou.

“Depois de passar 580 dias [preso] (…), depois de tanta gente se mobilizar pelo país, eu queria dizer: a luta não acabou. Não há como acabar uma luta porque a cada dia nós queremos mais”, completou o ex-presidente. O Festival Lula Livre reuniu muitos artistas e bandas locais, como Chico César, Francisco el Hombre e Lia de Itamaracá.

*Bahia.Ba