Se eleições fossem hoje, Moro disputaria 2° turno com Bolsonaro; presidente lidera cenários

Sergio Moro deixou o cargo de ministro no governo de Jair Bolsonaro (sem partido) e se tornou um dos principais rivais do ex-chefe em uma eventual disputa presidencial em 2022.

Um novo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas mostrou que o ex-juiz apareceria em segundo lugar se a disputa eleitoral fosse hoje, em um cenário mais provável, contra Bolsonaro e sem a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A pesquisa ainda mostrou que Bolsonaro lidera as intenções de voto em qualquer cenário sem Lula e contra oponentes como Ciro Gomes (PDT), Luciano Huck (sem partido) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Lula foi o único que empatou tecnicamente com Bolsonaro, na margem de erro, nos cenários apresentados aos eleitores da pesquisa. O ex-presidente, que está impedido de concorrer a cargo público pela Lei da Ficha Limpa, teria 23% das intenções de voto contra Bolsonaro (26%).

A pesquisa ouviu 2006 eleitores entre 27 a 29 de abril. A margem estimada de erro de aproximadamente é de 2,0% para os resultados gerais.

Fonte: Bahia Notícias