“O Brasil está preso num filme sinistro”, avalia Guilherme Boulos

O ex-presidenciável Guilherme Boulos (Psol) utilizou as suas redes sociais para comentar uma foto polêmica tirada na casa do advogado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Nessa casa estava vivendo Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, preso nesta quinta-feira (18).

Boulos definiu o cenário político brasileiro como um “filme sinistro”. “Na casa do advogado de Bolsonaro onde estava Queiroz, um cartaz pró-AI-5 e estátuas de Al Pacino em Scarface. O Brasil está preso num filme sinistro que mistura mafiosos, torturadores e milicianos”, disse.

 

*Bahia.Ba