Procuradora é punida por chamar Bolsonaro de ‘lixo’ nas redes sociais

A procuradora da República Paula Cristine Bellotti foi punida pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) por chamar o presidente Jair Bolsonaro de “lixo” em publicação nas redes sociais. O plenário do colegiado aplicou por maioria a penalidade de censura, impedindo a procuradora de ser promovida no período de um ano.

De acordo com informações do Valor Econômico, a procuradora publicou charge na qual Bolsonaro aparece de joelhos lambendo os sapatos do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Acompanhava a imagem a afirmação “Bolsoanro é um miserável e quer que nós nos tornemos iguais a ele”. Em outro post, a procuradora chamou Bolsonaro de “lixo que ocupa a presidência da República”.

O relator do caso, Silvio Amorim, foi voto vencido no julgamento. Em seu entendimento, a procuradora não ultrapassou o direito à liberdade de expressão. A maioria do plenário seguiu o voto divergente do conselheiro Luciano Nunes Maia. Segundo sua avaliação, as ofensas desrespeitaram o presidente da República e os membros do Ministério Público precisam guardar decoro pessoal e manter conduta pública ilibada.

*Bahia.Ba