Eliana Calmon critica filhos de ministros do STJ: “São uns meninos e estão todos milionários”

Aex-ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, criticou, neste sábado (12), os filhos de ministros do STJ que atuam nos tribunais. Eliana que já atuou como corregedora destacou que em sua gestão (2010-2012) lutou contra filhos de juízes e ministros que atuavam em cargos comissionados em gabinetes.

“São uns meninos e estão todos milionários. Esse é um problema antigo, mas que nos últimos tempos se agravou muito. E não são só filhos, são mulheres dos ministros”, afirmou a ex-ministra.

Nesta última quarta-feira (9), a Operação Lava Jato acusou o advogado Eduardo Martins, filho do atual presidente do STJ, Humberto Martins, de ter recebido cerca de R$ 82 milhões da Fecomércio do Rio de Janeiro para influenciar em decisões de ministros da corte.

O Ministério Público Federal (MPF) acredita que a missão de Eduardo era de influenciar o STJ para tomar decisões que garantissem que Orlando Diniz continuaria à frente da Fecomércio.

“De forma livre e consciente, entre 23.12.2015 e 29.4.2016, em quinze oportunidades diferentes, Eduardo Martins desviou para si e para Cesar Rocha, com a ajuda também livre e consciente de Orlando Diniz e Cristiano Zanin, R$ 37.400.000,00 (trinta e sete milhões e quatrocentos mil reais) do SESC/RJ e do SENAC/RJ […] De forma livre e consciente, entre 23.12.2015 e 4.7.2017, em vinte e três oportunidades diferentes, Eduardo Martins desviou para si, com a ajuda também livre e consciente de Orlando Diniz e Cristiano Zanin, R$ 40.100.000,00 (quarenta milhões e cem mil reais) do SESC/RJ e do SENAC/RJ.””, afirmou o juiz Marcelo Bretas na decisão.

BNews




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *