Paulo Guedes é condenado a pagar R$ 50 mil por chamar servidores de ‘parasitas’

O ministro da Economia, Paulo Guedes, foi condenado a pagar R$ 50 mil ao Sindicato dos Policiais Federais da Bahia (Sindipol-BA), por chamar servidores públicos de “parasitas” que assaltavam o Brasil. A decisão é da juíza federal Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, da 4ª Vara.

No entendimento da magistrada, houve violação aos direitos da personalidade dos integrantes da categoria profissional. A decisão responde a uma ação de reparação por dano moral coletivo ingressada em maio pelo sindicato. Ainda cabe recurso.

“Antes mesmo da sentença, o Ministério Público Federal já havia apresentado parecer no sentido de que as manifestações de Paulo Guedes possuíam conteúdo discriminatório generalizado, o que fez com que o MPF opinasse pela condenação, o que foi confirmado na sentença”, declarou o advogado do Sindipol-BA, Marcel Santos Mutim, por meio de nota.

De acordo com o sindicato, o dinheiro que vier a ser pago pelo ministro será doado ao Hospital Santo Antônio, que pertence às Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), e ao Hospital Aristides Maltez.

*Bahia.Ba