TRF-2 suspende investigação de ex-assessor de Flávio Bolsonaro sobre vazamento da operação

A primeira turma especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) concedeu, ontem (23), habeas corpus que suspende a investigação sobre o advogado Victor Granado Alves, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), no inquérito que investiga o vazamento de informações da Operação Furna da Onça, denunciado pelo empresário Paulo Marinho.

Entre os documentos que embasaram a Furna da Onça, estava um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que revelou movimentações financeiras suspeitas de Fabrício Queiroz.

O vazamento da operação teria provocado, em outubro de 2018, a exoneração de Queiroz do gabinete de Flávio e a filha dele, que era lotada no gabinete de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados. Segundo Paulo Marinho, foi o próprio senador que o procurou para contar sobre o episódio do vazamento depois que o caso veio à tona em dezembro de 2018.

*M1