Fachin nega pedido de Lula para suspender julgamento do caso do tríplex

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou pedido de liminar da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para suspender o julgamento do caso do tríplex no Guarujá (SP). O caso corre no STJ (Superior Tribunal de Justiça) e deve ser julgado hoje (27), às 14h.

A defesa havia solicitado que o julgamento fosse suspenso até que a Corte analisasse o pedido de Lula para acessar acordos assinados entre autoridades dos Estados Unidos e a Petrobras no âmbito da Operação Lava Jato. Para os advogados do ex-presidente, o acesso aos documentos se faz necessário para demonstrar a ausência de participação de Lula nos fatos apresentados contra ele.

Caso a sessão seja mantida, os ministros da Quinta Turma do STJ analisarão um recurso apresentado pela defesa de Lula, por meio de embargos de declaração, pedindo redimensionamento e mudança do regime inicial de cumprimento da pena, além da diminuição do valor mínimo de indenização. Além disso, serão julgados embargos de declaração opostos pelo Ministério Púbico Federal.