Sistema de Voto Digital do MP é apresentado à Defensoria Pública

O sistema de Voto Digital do Ministério Público do Estado da Bahia foi apresentado à chefia da Defensoria Pública estadual. Por meio de reunião remota, na última quinta-feira (22), o promotor de Justiça que gerencia o projeto e coordena a Comissão de Gestão da Informação (Cogi), Fabrício Patury, apresentou ao defensor público-geral Rafson Ximenes e ao subdefensor público-geral Pedro Casali detalhes sobre o desenvolvimento e uso do sistema na Instituição.

O Voto Digital foi desenvolvido este ano de 2020, pela atual gestão, para utilização em processos eleitorais e possibilita a inclusão em seu sistema dos cargos em disputa, o cadastro dos candidatos, a inserção dos critérios de desempate e a habilitação dos eleitores a partir das informações registradas na Instituição.

Segundo o MP, a partir dele, a eleição é executada via internet com extrema segurança e com utilização de duplo fator de autenticação, explica o Diretor de Tecnologia do MP, Yuri Gonzalez. Ele destaca que o eleitor pode votar a partir de qualquer dispositivo conectado à internet e que a apuração dos votos ocorre de forma imediata ao fim da eleição.

O sistema foi utilizado pela primeira vez na eleição do cardo de ouvidor, realizada pelo MP no último mês de setembro. Recentemente, informa Yuri, os procuradores e promotores de Justiça puderam utilizá-lo para participar de enquete sobre os temas que serão apresentados na Semana do MP.

Ainda de acordo com o diretor de TI, o sistema foi originalmente cedido pelo MP de São Paulo, mas reestruturado pela equipe do MPBA, que melhorou a interface gráfica, a transparência e a segurança da informação. Além disso, duas empresas especializadas em segurança da informação realizaram análises distintas do sistema e as vulnerabilidades apontadas foram corrigidas.

Fonte: MP/BA