Rosângela Moro detona Bolsonaro: “quem discorda, vira inimigo número um”

 

A esposa do ex-juiz Sergio Moro, Rosângela Moro, está lançando um livro em que revela os bastidores da queda do marido e as mágoas do casal com Jair Bolsonaro. A obra se chama “Os dias mais intensos – Uma história pessoal de Sergio Moro” e ela revela alguns pontos em entrevista à jornalista Bela Megale, publicada no jornal O Globo.

Rosangela afirma que Moro foi alvo de um processo de fritura e diz que ambos se decepcionaram com Bolsonaro “Entra nessa conta a decepção com o governo. Acreditei que tinha um time de peso, trabalhando junto. Quando você vê a fritura, claro que isso desagrada”, afirma. Ao ser questionada se foi “enganada” por Bolsonaro, ela afirma que “ele se afastou da pauta da campanha eleitoral e grande parte dos cidadãos percebe isso.”

A advogada também relata que apagou um post em suas redes, em que defendia o ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta. “Nesse governo, todo mundo já percebeu que não se pode discordar, ainda que tecnicamente, o que é saudável. Se você discorda, acaba sendo visto como inimigo número um. A saúde, para mim, é uma coisa muito cara. Eu me assustei muito com a Covid-19, não acho normal 1.400 pessoas morrerem em um único dia. Não dá para achar isso normal.”

Sobre os planos políticos do ex-juiz, ela afirma que seu marido ainda não é candidato a presidente. “O nosso radar hoje não vai até 2022, está em um período mais curto, focado em nossa família e Sergio se inserindo na iniciativa privada. Não há nenhuma vaidade, nenhuma pretensão nesse sentido eleitoral. Vejo que ele tem vontade de participar do debate, como de fato ele faz. Isso é uma coisa, ser candidato em 2022 é outra.”

Fonte:  Brasil 247




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *