Sem provas e com atraso do TSE, Bolsonaro levanta dúvidas sobre apuração de votos

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a questionar o sistema eleitoral do país e levantou questionamentos sobre o resultado das eleições de domingo (15).

Nesta segunda (16), Ao ser questionado sobre o pleito por um grupo de apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, pôs em xeque o sistema da Justiça Eleitoral.

“Nós temos que ter um sistema de apuração que não deixe dúvidas. É só isso. Tem que ser confiável e rápido. Não deixar margem para suposições. Agora [temos] um sistema que desconheço no mundo onde ele seja utilizado. Só isso e mais nada”, disse Bolsonaro, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

“O Supremo disse que é inconstitucional o voto impresso, tem proposta de emenda constitucional na Câmara. Se nós não tivermos uma forma confiável de apurar as eleições, a dúvida sempre vai permanecer”, continuou o presidente.

Bolsonaro ainda afirmou que a demanda pelo voto impresso é do “povo” e que é preciso atender a população.

“Muita gente fala sem ouvir o povo. No meu caso, estou sempre ouvindo a população eles querem um sistema de apuração que possa demorar um pouco mais, não tem problema nenhum, mas que seja garantido que o voto que essa pessoa deu, vá para aquela pessoa de fato”, afirmou o mandatário.

Aparentando estar abatido, o presidente ainda disse ao grupo de apoiadores no Alvorada “que não está passando bem hoje” e que iria dormir “agora”.

O mandatário sofreu uma derrota neste domingo ao ver a maioria dos candidatos que apoiou fracassar nas urnas.

Bolsonaro apoiou e fez campanha abertamente para 45 candidatos a vereador em diversas cidades do país.

Fonte: Bahia.Ba




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *