SAJ: “A Câmara não pode ser um balcão de negócios”, diz vereador Delcio Mascarenhas

O vereador Delcio Mascarenhas comenta sobre o resultado da última eleição e fala sobre a presidência da Câmara de Vereadores de Santo Antônio de Jesus (SAJ). Numa entrevista ao Programa Levante a Voz da Rádio Andaiá FM, na manhã desta quinta-feira (03), o vereador explicou que, para ele, o prefeito Rogério Andrade não foi reeleito pela dinâmica da política de alternar a gestão municipal como aconteceu nos últimos anos. “O povo viu que precisava mudar, mas isso não quer dizer que foi uma reprovação do município. Foi um processo muito natural na política”, disse. Questionado pelo radialista Léo Valente acerca do melhor prefeito nos últimos 24 anos, Delcio falou brevemente o que Álvaro Bessa, Euvaldo Rosa, Humberto Leite e Rogério Andrade fizeram no município e frisou que Santo Antônio de Jesus foi bem representado por pessoas que deixaram legados. Em relação à presidência da Câmara, Delcio não deixou claro se vai concorrer a vaga, “Não tenho nenhum tipo de vaidade para ser presidente da Câmara. A gente precisa entender que quem vai votar são os vereadores e temos que esperar o momento propício, não nos reunimos ainda com o grupo, eu acho que existe uma probabilidade muito grande de o grupo fazer a presidência da Câmara”, pontuou. Para ele, a decisão cabe ao grupo e salientou que, independente de o prefeito eleito ter a minoria dos vereadores, a Câmara precisa ajuda-lo a gerir o município, “A Câmara precisa ter maturidade suficiente para dar, sobretudo, governabilidade, ser uma Câmara construtiva, ter uma visão ampla do que é a cidade. Não pode ser um balcão de negócios que venha desrespeitar a vontade do povo de SAJ que elegeu a maioria dos vereadores da oposição e essa oposição será construtiva, irá ajudar para que o prefeito tenha condições necessárias para fazer uma boa gestão”, destacou.