“Ou a gente tira Bolsonaro, ou ele destrói o Brasil”, afirma Robinson, em ato pelo impeachment em Salvador

 

O deputado estadual Robinson Almeida (PT) voltou a defender o impeachment do presidente Jair Bolsonaro como medida Constitucional contra os crimes de responsabilidade cometidos pelo governante no enfrentamento a crise sanitária, que já causou a morte de mais de 220 mil brasileiros, e por atentar contra a estabilidade institucional e democrática brasileira desde que assumiu a presidência da República em 2019. O parlamentar participou da carreata no Subúrbio Ferroviário, em Salvador, pela volta do auxílio emergencial para os mais pobres, pela vacina contra o Coronavírus para toda população e contra Bolsonaro.

O ato deste domingo (31) saiu da Calçada até Paripe e contou com a participação dos vereadores Tiago Ferreira, Marta Rodrigues e Augusto Vasconcelos, dos presidentes Municipal e Estadual do PT, Ademário Costa e Éden Valadares, das deputadas Olívia Santana e Maria Del Carmen, de lideranças políticas, de movimentos sociais e sindicais.

“Está na hora de dá um basta a essa situação de desgoverno que Bolsonaro impõe ao povo brasileiro quando não compra as vacinas, quando nega a pandemia, quando deixa os empregos perdidos, quando não tem política nacional industrial, nem de desenvolvimento econômico, e, com isso, várias empresas estão fechando como foi a Ford, como acontece, também, com o pequeno comércio nos bairros populares. Bolsonaro impõe uma politica de atentado à democracia e aos direitos dos trabalhadores, agora com a tentativa de privatizar o Banco do Brasil. Bolsonaro faz mal ao Brasil, massacra os mais pobres e faz pouco caso da pandemia que, por sua omissão, já ceifou a vida de mais de 220 mil brasileiros”, afirmou Robinson.

“Estamos nas ruas para pedi vacina para todo povo brasileiro, a volta do auxílio emergencial para os mais pobres, porque o nosso povo está passando fome, uma agenda pela geração de empregos, e isso só é possível se houver impeachment do genocida. Não há outra saída, não há outro caminho. Ou a gente tira Bolsonaro ou ele destrói o Brasil”, enfatizou o parlamentar, recordando que o país, segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas, começou 2021 com mais miseráveis do que havia a uma década.

Carreatas – A 2ª Carreata pelo #ForaBolsonaro mobilizou manifestantes em dezenas de cidades brasileiras. No final de semana passado também ocorreram protestos convocados pelas redes sociais pedindo o impeachment de Bolsonaro. Novos atos estão programados para acontecer em fevereiro em Salvador e em cidades do interior do estado.

*Política livre