Após DEM se aproximar de Bolsonaro, Mandetta avalia deixar sigla

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, avalia deixar o DEM após a legenda se aproximar do presidente Jair Bolsonaro. Mandetta e ACM Neto têm uma reunião presencial marcada para depois do Carnaval.

A ideia é discutir o rumo do partido já em 2021 e não aguardar os acontecimentos do ano para definir se o DEM vai apoiar ou não Bolsonaro.

Segundo o blog de Andreia Sadi, no site G1, nos bastidores, Mandetta repete a interlocutores que o movimento de Neto “tira confiança” de que o partido poderá capitanear uma candidatura presidencial. O ex-ministro é, hoje, o principal nome do partido para concorrer ao Palácio do Planalto contra Bolsonaro em 2022.

Fonte: Metro1