Defesa de Lula começa a usar mensagens hackeadas de Moro para questionar outros processos

A defesa do ex-presidente Lula já começou a usar as mensagens hackeadas do ex-juiz Sergio Moro com procuradores da Lava Jato para questionar outros processos judiciais ingressados contra o petista.

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, uma parte dos diálogos foi apresentada nesta semana na ação que apura, na 13ª Vara Federal de Curitiba, a doação, pela Odebrecht, de um terreno para a construção de nova sede do Instituto Lula.

De acordo com os advogados de Lula, as conversas mostrariam que os procuradores receberam “informalmente, de maneira clandestina e fora do processo”, informações de autoridades da Suíça contidas em sistemas de dados da empreiteira.

Elas indicariam também que o FBI e a diplomacia dos EUA colaboraram com as investigações. “E nada disso está no processo”, diz o advogado Cristiano Zanin Martins.

*Bahia.Ba