Nomeação de aliado de ACM Neto para ministro mostra ‘tamanho do caráter’ de ex-prefeito, diz Maia

O ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) fez um duro ataque ao presidente do DEM e ex-prefeito de Salvador ACM Neto após o anúncio pelo governo da nomeação do deputado João Roma (Republicanos-BA) para ministro da Cidadania.

Roma foi chefe de gabinete de ACM Neto na Prefeitura de Salvador .

“João Roma será um grande ministro. Mas Neto mostra o tamanho do seu caráter”, disse Maia.

Ao blog, ACM Neto afirmou ter sido “surpreeendido” com a nomeação de João Roma por Bolsonaro. Em nota, o ex-prefeito disse considerar “lamentável” a aceitação por João Roma do cargo de ministro.

Em entrevista ao jornal “Valor Econômico”, Rodrigo Maia disse que o presidente do DEM entregou o partido “numa bandeja ao Palácio do Planalto”.

Rodrigo Maia decidiu sair do DEM depois da eleição para presidente da Câmara no último dia 1º, na qual Arthur Lira (PP-AL) venceu Baleia Rossi (MDB-SP).

A maioria da bancada do DEM abandonou a candidatura de Rossi para dar apoio a Lira. Na véspera da eleição, ACM Neto convocou uma reunião do partido para discutir a neutralidade na eleição da Câmara. Na reunião, a bancada foi liberada para votar como quisesse.

Nota de ACM Neto

Leia abaixo a íntegra de nota divulgada por ACM Neto:

Considero lamentável a aceitação, pelo deputado João Roma, do convite do Palácio do Planalto para assumir o Ministério da Cidadania. A decisão me surpreende porque desconsidera a relação política e a amizade pessoal que construímos ao longo de toda a vida.

Se a intenção do Palácio do Planalto é me intimidar, limitar a expressão das minhas opiniões ou reduzir as minhas críticas, serviu antes para reforçar a minha certeza de que me manter distante do governo federal é o caminho certo a ser trilhado, pelo bem do Brasil.

Fonte: G1