Roma agradece a Bolsonaro e diz que assumir ministério é ‘desafio’

O novo ministro da Cidadania, João Roma, usou suas redes sociais nesta segunda-feira (15) para agradecer ao presidente Jair Bolsonaro pela oportunidade de ocupar o cargo.

Roma afirma que assumir a pasta é “uma missão desafiadora”. “Dedicarei todos os meus esforços. Para mim, nordestino, é uma grande honra representar a nossa região como ministro de estado, responsável por promover a dignidade da nossa gente, através de ações que estimulam o desenvolvimento social dos brasileiros”, escreveu em seu perfil no Instagram.

“A missão maior é não deixar ninguém para trás e garantir direitos e benefícios para aqueles que mais precisam. Agradeço ao presidente @jairmessiasbolsonaro pela confiança e ao meu partido, @republicanos10, na pessoa do presidente @marcospereira1010, pelo total apoio e incentivo”, completa.

Roma, ex-aliado político do presidente nacional do DEM, ACM Neto, foi criticado pelo ex-prefeito de Salvador que não queria que ele assumisse o posto. “Considero lamentável a aceitação, pelo deputado João Roma, do convite do Palácio do Planalto para assumir o Ministério da Cidadania. A decisão me surpreende porque desconsidera a relação política e a amizade pessoal que construímos ao longo de toda a vida”, disse ACM Neto.

O novo ministro chegou a afirmar ao jornal Folha de S.Paulo que estava sendo afetado por “uma briga” entre ACM Neto e Rodrigo Maia.

*Bahia.Ba