“Guedes resolveu acreditar num matuto como eu”, diz Bolsonaro em cerimônia

 

Em cerimônia alusiva aos mil dias de governo, nesta segunda-feira (27/9), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez uma série de elogios ao ministro da Economia, Paulo Guedes, pela “garra” durante o enfrentamento da pandemia. O mandatário disse ainda que Guedes “resolveu acreditar num matuto” como ele.

“A revista Veja perguntou para mim se eu trocaria o Paulo Guedes. Ah, trocar o Paulo Guedes… Se for para trocar, tem que trocar por alguém com a política diferente da dele. Se não, é trocar seis por meia dúzia”, iniciou Bolsonaro.

“Se não tivesse alguém da garra dele, será que teríamos caído apenas, que é bastante, 4%, enquanto outros países caíram em média 9%? Como seria a recuperação do Brasil? Quando se fala do coração do Pedro [Guimarães], da Caixa, em grande parte o auxílio emergencial passou pelo coração do Paulo Guedes. Qual economista queria estar no lugar dele, com aquela pandemia, tendo que fazer coisas completamente diferentes daquilo que ele se preparou a vida toda? Ele nunca esteve na política e resolveu acreditar num matuto como eu”, continuou.

Em seguida, o chefe do Executivo federal relatou que, desde o primeiro encontro com Guedes, teve um “bom entendimento à primeira vista” e defendeu que o relacionamento com ele e com os demais ministros é calcado na confiança e na lealdade de mão dupla.

Bolsonaro participou da cerimônia de lançamento do Crédito Caixa Tem, no Palácio do Planalto, ocasião em que o banco público lançou nova modalidade de empréstimo digital, de até R$ 1 mil, por meio de aplicativo. O evento é um dos que marca os mil dias da atual gestão, completados no domingo (26/9).

Diagnosticado com Covid-19, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, participou do evento por meio de videoconferência. Guimarães integrou a comitiva presidencial que foi à Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York (EUA). Ele foi o quarto integrante da comitiva a testar positivo. O resultado do exame do presidente Bolsonaro foi negativo.

No evento, o mandatário da República assinou ainda o decreto que revoga mais de 892 atos normativos, completando, com isso, a revogação de 5 mil decretos desde 2019.

Foi assinado também um decreto para alterar a norma que dispõe sobre a participação dos clubes de futebol na Timemania, um dos jogos da Caixa Loterias. O texto prevê que os clubes integrantes da série A e B do Campeonato Brasileiro, no último biênio, estarão aptos a participar da referida loteria.

*Informações Metrópoles