Lula reprova fim do Bolsa Família: ‘Pobre é visto como número’

família

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou o presidente Jair Bolsonaro (PL) por encerrar o Bolsa Família, e alterar o nome do programa para ‘Auxílio Brasil’.

Durante uma entrevista ao podcast ‘Podpah’, dos apresentadores Igão e Mítico, o petista afirmou que a Organização das Nações Unidas (ONU) usava o programa como modelo.

“A razão [para o fim do Bolsa Família] é que ele [Bolsonaro] dizia que era um programa do Lula, então era preciso acabar com o programa do Lula pra ter o programa do Bolsonaro”, ironizou.

“O programa não era do Lula, era do povo brasileiro. O Lula não recebia bolsa família. Era um programa que tinha 18 anos e não 18 dias. Era um programa modelo, utilizado pela ONU como referência. Sabe o que acontece? é que pobre muitas vezes é tratado como papel higiênico nesse país. Usou, jogou fora, acabou. Acabou as eleições, acabou o interesse pelo pobre. O pobre não é visto como ser humano, é visto como número”, pontuou o ex-presidente.

*Bahia.Ba