“É um retrocesso para a justiça eleitoral”, diz Desembargador do TRE-BA sobre voto impresso

"É um retrocesso para a justiça eleitoral", diz Desembargador do TRE-BA sobre voto impresso
Foto: Blog do Valente

O Desembargador do TRE-BA, José Batista Júnior, em entrevista o Blog do Valente, falou sobre as eleições e a segurança das urnas eletrônicas. Júnior foi indicado pelo Presidente Jair Bolsonaro, e assumiu após término do primeiro mandato de Henrique Gonçalves Trindade.

Durante a entrevista, 0 jurista disse considerar um retrocesso para justiça eleitoral o uso do voto impresso nas futuras eleições.

“As pessoas ficam muito na dúvida. Querem ver o papel. Eu pergunto aos senhores, quando você faz um pagamento através de um aplicativo bancário no celular, você precisa necessariamente imprimir o comprovante para provar que você pagou? Obviamente não. Existe um extrato aonde você vai conferir quantos votos foram válidos, quantos nulos, quantos votos cada candidato teve ali, e que fica a disposição de todos. Então, esta questão de imprimir eu acho que é algo que é um retrocesso para a justiça eleitoral”, concluiu.

O juiz também buscou tranquilizar a população sobre o tema. “Fiquem tranquilos. Mais uma vez será uma eleição com muita celeridade e transparência, e que todos podem confiar no resultado”, disse.

A entrevista foi concedida na terça-feira (05) durante a posse da Presidência da Subseção da OAB em Santo Antônio de Jesus.