Professor crítica aglomerações nas ruas de Santo Antônio de Jesus

Foto: Blog do Valente

O professor Edinaldo Souza lançou uma carta pública onde afirma que Santo Antônio de Jesus tem se tornado “um laboratório aberto para a reprodução e mutação do corona vírus”. 

Com ar de indignação, Edinaldo que é professor de História, ainda afirma que não há “nenhuma medida de controle e prevenção do contato, nem testagem, nem fiscalização”, por parte do município.

 

Leia o texto do professor abaixo:

“Santo Antônio de Jesus está um laboratório aberto para a reprodução e mutação do corona vírus. Hoje, pela manhã, tive a infelicidade de precisar ir a uma agência bancária. Ruas do centro, portas de banco, supermercados e algumas lojas, feira livre… É aglomeração para todo canto. Agências bancárias, clínicas e hospitais, escritórios e algumas lojas com ar condicionado ligado, sem ventilação ambiente fazendo o vírus circular livremente… Tudo às claras, aos olhos das autoridades e de quem tiver a infelicidade de precisar ir ao centro… Não se vê nenhuma medida de controle e prevenção do contato, nem testagem, nem fiscalização, aferição de temperatura, muito menos qualquer controle de acesso e circulação do vírus. Só as máscaras (muitas vezes fora do nariz) e um fraquinho de álcool gel (certas vezes vazio) nos estabelecimentos. Nem parece que a cidade está inclusa numa lista da SESAB, com recomendação para se evitar a visita, entre os municípios com a presença de novas cepas, mais contagiosas e letais do vírus.
Enquanto isso, a política sanitária da administração municipal ainda está baseada na compra e distribuição de vermífugo, comprovadamente sem efeitos para o tratamento da Covid e com efeitos coleterais perigosos para o indivíduo.
Santo Antônio de Jesus é uma representação explícita do Brasil de Bolsonaro”