SAJ: vice-presidente do ConCidades diz que se casa do prefeito ficasse no Cidade Nova II em 30 dias problemas de rachaduras nas casas estaria resolvido

Foto: Blog do Valente

Leonel Reis, vice presidente do ConCidades (Conselho das Cidades) de Santo Antônio de Jesus cedeu uma entrevista ao Blog do Valente na última sexta-feira (24) na qual falou, entre outros assuntos, sobre o papel do Conselho, sobre a atuação da prefeitura frente ao crescente número de vendedores ambulantes e  sobrea situação dos moradores do Cidade Nova II, atingidos por rachadruas no solo que comprometeram suas residências.

“Nosso papel é fiscalizar e tentar fazer o melhor para Santo Antônio de Jesus. O ConCidades sempre tem buscado fazer com que nossa cidade cresça de forma organizada para que as pessoas possam transitar dentro de Santo Antônio de Jesus de uma forma tranquila. O ConCidades é imparcial a apartidário, nós queremos defender o correto, que a lei seja cumprida”, disse.

Em 2020 cerca de 20 famílias precisaram deixar suas casas, no Conjunto Habitacional Cidade Nova I,  após o surgimento de uma rachadura no solo com aproximadamente 40 metros de extensão. Até o momento as famílias vivem de aluguel social. Leonel afirmou que se as rachaduras tivesses acontecido em uma outra área o problema já estaria resolvido. “Se o que aconteceu com aquele condomínio tivesse acontecido na casa de nosso prefeito, se tivesse sido condenada pela Defesa Civil, eu acho que em trinta dias teria sido resolvido. As pessoas estão lá há mais de um ano, este problema já poderia ter sido resolvido”, opinou.

Famílias deixaram casas em 2020 após rachaduras – Foto: reprodução

“A Assistencia Social está fazendo o papel dela: pagando ao aluguel social. Mas essas pessoas não querem viver de aluguel não. Eles querem a casa deles de volta. Se nós tivessemos próximo de eleição, sem dúvidas, já teria muita gente correndo atrás disso”, completou.

A situação dos vendedores ambulantes que ocupam ruas da cidade também foi comentado pelo vice-presidente. “Existe algo que se chama planejamento, e se não houver o planejamento correto as coisas terminam como estão, então cabe aos nossos gestores, aos secretários tomar uma providencia. Pedir que se cumpra a lei”, disse Leonel

Veja a entrevista compelta no YouTube: