Império dos Colchões explica os 5 motivos para você se preocupar com a qualidade do seu sono

Enquanto você dorme, uma série de processos metabólicos importantes, que garantem o equilíbrio e a harmonia do seu organismo, ocorrem. Sendo assim, a qualidade do sono não é importante apenas para você descansar e se sentir mais disposto, mas também para liberar hormônios, controlar o apetite e até mesmo para rejuvenescer a sua pele. Dormir bem e ter uma boa qualidade do sono é muito importante! Confira alguns motivos para você se preocupar com a qualidade do seu sono.

Dormir mal pode engordar

Durante o sono, há liberação dos hormônios que impulsionam o metabolismo, como a leptina, responsável pelo controle do apetite. Além disso, quando há privação de sono, os níveis de grelina, o hormônio que estimula a fome, aumentam. Por isso, se você dorme menos tempo do que o ideal, as chances de ganhar peso são maiores.

ganho-de-peso

Risco de acidentes

É muito comum que ocorram acidentes de trabalho e de trânsito causados por pessoas que não dormiam há muito tempo, que têm noites de sono ruins ou a qualidade do sono prejudicada por algum distúrbio. O cansaço durante o dia, ocasionado pela falta de sono apropriado, afeta a capacidade de concentração e pode acabar fazendo com que as pessoas cochilem enquanto dirigem e coloquem a sua vida e de outras pessoas em risco.

pessoa-dormindo-com-sono

Queda de imunidade

Pessoas que dormem no mínimo oito horas por noite têm cinco vezes menos chance de desenvolver resfriados e gripes em comparação a quem dorme menos de cinco horas. Isso porque a privação do sono diminui a produção das células de defesa e acaba afetando a imunidade.

Com o sistema imunológico enfraquecido, aumentam as chances de contrair doenças infecciosas e a dificuldade de recuperar-se de problemas simples. Além disso, propicia o aparecimento de herpes nos lábios, estomatite, as unhas podem ficar fracas e há risco de queda de cabelo.

Diabetes

Quem dorme mal também tem mais chances de desenvolver diabetes, porque os níveis de cortisol, hormônio do estresse, aumentam. Ele também é responsável por controlar o nível de açúcar no sangue. O aumento de sua quantidade no organismo dificulta a ação da insulina, aumentando a glicemia e, consequentemente, o risco de diabetes.

Distúrbios do Sono

Os comportamentos incomuns durante o sono como o ronco, a dificuldade para adormecer e também para manter-se acordado podem indicar a presença de algum distúrbio.

Um exemplo grave é a apneia do sono, cujos sintomas mais comuns são ronco, sonolência diurna, cansaço e dores de cabeça ao acordar, dificuldade de concentração e despertar muitas vezes durante a noite.

Se você apresenta um ou mais dos sintomas mencionados, é importante procurar o médico para diagnosticar o problema que tem prejudicado a qualidade do seu sono.

*cpaps