Há um mês no cargo, Fernando Ferry pede demissão da Secretaria de Saúde do estado do RJ

O secretário Estadual de Saúde, Fernando Ferry, anunciou sua saída do cargo nesta segunda-feira (22). O médico foi anunciado na função no dia 17 de maio e ficou pouco mais de um mês na secretaria.

A pasta é um dos alvos de operações da Polícia Federal e do Ministério Público, que investigam suspeita de corrupção em contratos de emergência no estado.

Em maio, o ex-subsecretário de Saúde Gabriell Neves foi preso, junto com outras três pessoas, por suspeita de fraude na compra de respiradores.

A Polícia Civil do Rio também prendeu o empresário Maurício Fontoura, investigado por participação no esquema criminoso de contratos fraudulentos sem licitação.

Ferry entrou na pasta para subistituir de Edmar Santos, que foi exonerado pelo governador Wilson Witzel (PSC) por falhas na gestão de infraestrutura dos hospitais de campanha construídos para atender as vítimas da Covid-19.

*CNN