Pacientes renais cobram prioridade na vacinação contra Covid-19

 

Seis entidades que representam doentes renais cobram que o Ministério da Saúde e os governos estaduais incluam esses pacientes no grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19.

O movimento usa como argumento um dado alarmante da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN): um em cada quatro doentes renais que pega a doença morre. Isso significa 25% do total de pacientes.

De acordo com a Aliança Brasileira de Apoio à Saúde Renal (Abrasrenal), com a falta de unidade na política de imunização contra a Covid-19, pacientes renais não entraram na lista dos primeiros a serem vacinados.

O Censo da SBN estimou que há mais de 140 mil brasileiros com doença renal crônica recebendo o tratamento de diálise em cerca de 810 clínicas espalhadas pelo país.

Na Câmara dos Deputados, tramita o Projeto de Lei 203/21, que determina que os pacientes renais crônicos, pacientes transplantados e portadores do vírus HIV sejam priorizados na vacinação contra a Covid-19.

Para pressionar mudanças, foi criada a campanha #ADialiseNaoPodeParar. O movimento é liderado pela Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT), com o apoio da Abrasrenal, da SBN, da Federação Nacional dos Pacientes Renais e Transplantados (Fenapar), da Associação Brasileira de Enfermagem em Nefrologia e da Associação Brasileira da Indústria de Soluções Parenterais (Abrasp).

*A Tarde