Morre aluno intoxicado com cloro em academia de natação de Campinas

Um aluno de uma academia de natação de Campinas morreu no começo da noite desta sexta-feira após inalar gás tóxico exalado no ambiente da piscina. Samuel Rodrigues Squarisi, 38 anos, estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital das Clínicas da Unicamp desde a noite de quinta-feira. A morte foi confirmada pela academia em redes sociais. Duas outras vítimas seguem internadas.

O gás teria sido formado com a mistura de dois produtos usados para limpeza da água da piscina, que liberou cloro. O acidente ocorreu na noite de quinta-feira. Um funcionário da academia HydroCenter teria feito a mistura, que começou a borbulhar e soltar o gás. Squarisi era aluno da academia e, assim como outras pessoas presentes no recinto, inalou o gás. Ele desmaiou ao chegar ao vestiário. O gás tóxico teria provocado lesão nos pulmões.

A academia publicou nota nas redes sociais solidarizando-se com os alunos vítimas de inalação de produto químico. Afirmou que o gás foi provavelmente derivado do cloro usado no tratamento da piscina e que o produto estava sendo preparado para ser colocado na água ao fim da aula. Na nota, informa que contratou empresa especializada para apurar as causas do acidente e que está à disposição para colaborar com os órgãos competentes.

Norberto Peporine Lopes, professor do Núcleo de Pesquisa em Produtos Naturais e Sintéticos (NPPNS) da Universidade de São Paulo, afirmou que a alta exposição ao produto pode ter causado inflamação nos bronquiolos, mas afirmou que é preciso saber se produtos foram misturados e quais eram eles para analisar o caso.

*OGlobo




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *