SAJ: Após ficar 7 dias na UTI, Bolão conta sua história de cura, “Foi uma coisa emocionante”

Após ficar sete dias na UTI em São Paulo, Edmilson Bolão conta um pouco da sua história de cura para o repórter Tino Alves da Rádio Andaiá FM. Bolão já foi secretário de trânsito, cultura e esportes em Santo Antônio de Jesus e recentemente foi detectado um cisto colóide no cérebro. Depois de fazer exames em Salvador, ele foi transferido para São Paulo onde foi submetido a uma cirurgia. “Eu estava perdendo forças nas pernas, às vezes perdia o sentido. Minha esposa e meus filhos me acompanharam desde o início, foi uma coisa emocionante, agradeço muito a eles, se eu dava valor a minha família, agora que valorizo ainda mais”, disse. Bolão retornou à Santo Antônio de Jesus semana passada sem sequelas e com a saúde renovada.  A esposa de Bolão, Elma agradeceu as orações de todos. “Deus tomou conta de tudo, nos deu um direcionamento maravilhoso que nem parecia que eu estava em São Paulo. A gente se deparou com um problema desses, mas o amor e entrega faz as coisas acontecerem”, salientou.

Cistos colóides são lesões benignas que constituem cerca de 1% de todos os tumores intracranianos. Tipicamente estão localizados nos ventrículos cerebrais, que são bolsões onde o líquido cefalo-raquidiano é produzido e armazenado. Estes cistos costumam crescer e obstruir o canal de passagem entre o ventrículo lateral e o terceiro ventrículo, este canal é chamado de forame de Monro. Desta forma, os sintomas costumam ocorrer devido a hidrocefalia, que é o acúmulo de líquido nos ventrículos cerebrais. Os sintomas podem ser: dor de cabeça intensa com vômitos, perda de consciência, perda visual ou outros sintomas neurológicos. O diagnóstico da hidrocefalia pode ser feito inicialmente com a tomografia computadorizada do crânio mas, para identificar o cisto colóide, geralmente a Ressonância Magnética é necessária.  (neuro cirurgia)




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *