Colaboradores da FGV reivindicam pagamento do salário há quatro meses e estão indignados com a situação

 

 

Após mais de quatro meses da prestação do serviço, colaboradores de SAJ que trabalharam no Encceja para a Fundação Getúlio Vargas (FGV) reivindicam pagamento do salário. De acordo com eles, foram diversas ligações para a fundação e até o momento não houve resposta, a única que tiveram foi que o pagamento chega ‘no próximo lote’, o que ainda não aconteceu. Os colaboradores estão indignados com a situação, principalmente agora que o dinheiro extra ajudaria nas despesas de fim de ano.