Menina morre com tiro um dia antes do aniversário em Camaçarí

Foto: Reprodução

A festa de 3 anos da Isabela Guimarães Santos estava pronta. Todos os detalhes haviam sido pensados pela mãe que pretendia realizar uma festa simples na casa da família, em Águas Claras, Salvador, com a presença de pessoas mais próximas, mas a pequena não teve a chance de soprar a velinha. Ela foi morta no último domingo, 21, com um tiro na cabeça junto com a avó materna, um dia antes do aniversário.

O crime aconteceu na Rua das Almas, bairro dos 46, na residência da avó, Edileuza Cipriano das Neves, de 46 anos, com quem a criança costumava passar os finais de semana.

De acordo com um tio paterno de Isabela, no dia do crime, um homem, com quem Edileuza teria tido uma discussão, invadiu a casa à procura do desafeto. Ao encontrar as duas em um dos cômodos da residência, ele sacou a arma e disparou em direção a mulher. A criança, que estava ao lado, não teve tempo de correr, foi alvejada e morreu na hora.

“A menina foi passar o final de semana com a avó que se envolveu em uma discussão, não sei se foi uma discussão apenas com ofensas verbais ou com agressões físicas, acabou que o rapaz se ofendeu, entrou na casa, sacou a arma e atirou primeiro na avó, como a menina estava do lado, ele também atirou”, conta o tio.

No local do crime havia uma quarta pessoa, um vizinho de Edileuza que presenciou o crime e que, também, foi baleado. Ele é o único sobrevivente. Com um ferimento na perna, foi encaminhado e atendido em uma unidade de saúde da cidade.

O tio de Isabela, diz que a mãe e o pai da criança, seu irmão, estão bastante abalados. Parte da família realizará amanhã um protesto na BR-324, na altura do posto Caramuru. A intenção é chamar atenção das autoridades já que o suspeito do crime ainda não foi preso.

*BNews