SAJ: Ex-secretário de administração diz que fala de Marcelo Barreto não condiz com a verdade; entenda

Foto: Reprodução

Após Marcelo Barreto, atual secretário de administração a cidade de Santo Antônio de Jesus, afirmar em entrevista ao Programa do Valente da última segunda-feira (01) que a gestão do prefeito Rogério Andrade (PSD) teria deixado uma dívida de cerca de 2 milhões de reais no INSS (leia aqui), o ex-secretário da pasta, Dr. Igor Coutinho rebateu as declarações de Marcelo Barreto.

Leia abaixo a resposta na íntegra:

“Em relação à entrevista dada pelo atual Secretário de Administração de SAJ, cumpre prestar os seguintes esclarecimentos:

1. Durante o período de 2017 a 2020 a Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Jesus recolheu R$ 59.820.139,27 de obrigações patronais à previdência social (INSS);

2. Além do valor acima, a Prefeitura pagou R$ 10.998.751,07 ao INSS referente à dívidas deixadas por gestões anteriores, a maior parte pela gestão do período de 2013-2016;

3. Em relação ao INSS da competência novembro e 13º foi formalizado perante a Receita Federal pedido de parcelamento dentro do mês de dezembro/2020, fato que é de conhecimento da atual gestão;

4. Em relação ao INSS da competência dezembro, o vencimento ocorreu no dia 20/01/2021, sendo que foram deixados em caixa R$ 12.908.205,01 em 31/12/2020;

5. Os gastos com escritório de contabilidade na gestão anterior não sofreram alterações no período de 2017-2020;

6. É falsa a afirmação de que o contrato de contabilidade na gestão passada era de R$ 40.000,00 mensais;

7. Conforme, consta publicado no Diário Oficial do Município em 31/01/2017, o valor do contrato de contabilidade era de R$ 25.000,00 mensais, que acrescidos de mais R$ 7.000,00 de um contrato com a Assistência Social totalizava a importância de R$ 32.000,00 mensais;

8. Ocorre que do valor acima, o escritório de contabilidade assumia integralmente os custos com 03 funcionários que trabalhavam na contabilidade da Prefeitura, no valor mensal de R$ 10.000,00. Esses funcionaram foram nomeados em cargos comissionados pela atual gestão;

9. Portanto, a diferença real entre os custos com a contabilidade entre a gestão passada e a atual gestão é de R$ 243.000,00 anuais, o que totalizará um aumento de despesa de R$ 972.000,00 nos próximos 04 anos;

10. Santo Antônio de Jesus teve uma transição exemplar. Diferente do que ocorreu em outros Municípios, houve transparência, compartilhamento de informações, lealdade e acima de tudo respeito;

11. A eleição já acabou…. é chegada a hora de descer do palanque… parar com as firulas, com as frases de efeito, com os “desafios”… não estamos em um ringue… a responsabilidade é muito grande em conduzir os destinos do nosso povo, ainda mais em tempos de pandemia.”