Entrega de vacinas atrasa e imunização de pessoas com comorbidade é adiada em Salvador: ‘Somente em 1º de maio’

Foto: reprodução

A remessa de vacinas que chegaria à Bahia nesta quinta-feira (15) não foi enviada pelo Ministério da Saúde, e o cronograma de imunização de pessoas com comorbidade será adiado em Salvador. A informação é do secretário municipal da Saúde, Léo Prates, que confirmou a notificação do órgão nacional.

Na terça-feira (13), o secretário estadual Fábio Vilas-Boas havia dito que um lote com 500 mil doses chegaria à Bahia. O próprio Ministério da Saúde havia confirmado a distribuição de novas doses de vacinas contra Covid-19 para esta semana, mas não aconteceu.

A pasta não informou a razão do atraso nesta quinta-feira, nem quantas doses seriam enviadas, mas afirmou que as vacinas serão direcionadas para todos os estados a partir de sexta-feira (16).

Com isso, o calendário para vacinação de pessoas com comorbidade e doenças crônicas terá que ser refeito. Prates disse que foi informado na quarta-feira (14) que o Ministério da Saúde iria enviar os imunizantes no próximo mês e explicou como funcionará o processo.

“Infelizmente muda [a previsão para vacinação de pessoas com comorbidade por causa do atraso no envio do lote de vacinas]. O Ministério é o coordenador nacional do programa de imunização. Ele é o detentor das doses e ele diz para quem são as doses. Nós podemos regulamentar, mas não podemos ir contra o Ministério da Saúde. E a informação, da data de ontem, é que as vacinas para pessoas com comorbidades começarão a ser entregues no dia 1º de maio”, disse Léo Prates.

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), responsável por receber os lotes da União e redistribuir aos municípios, confirmou que as vacinas não chegaram, e ainda não havia uma previsão do Ministério da Saúde.

*G1