Cruz das Almas inaugura centro de acolhimento para cães de rua

O Centro de Acolhimento e Bem-Estar Animal Adson Pereira de Almeida está localizado ao lado da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente

Cruz das Almas inaugura centro de acolhimento para cães de rua

É difícil andar pelas ruas e não encontrar um cachorro abandonado e, muitas vezes, ferido. Uma grande conquista para o mundo animal seria ter um centro de acolhimento para todos os bichinhos que precisam de ajuda. Em Cruz das Almas esse sonho virou realidade e o espaço tem capacidade de acolher até 80 cães.

O Centro de Acolhimento e Bem-Estar Animal Adson Pereira de Almeida está localizado ao lado da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (Seama). Com o novo serviço para cuidar dos animais de rua, a cidade passa a ser reconhecida como um município referência na proteção aos animais.

A Seama conta com outras ações que, a partir de agora, serão realizadas em conjunto com o Centro de Acolhimento, como o Samu Pet. O serviço, que atende pelo número 3621-1096, é uma ambulância adaptada para o resgate de animais machucados, atropelados, em situação de perigo, soltos nas ruas e que estejam colocando o trânsito de veículos ou pessoas em risco ou que sofreram maus-tratos.

Os animais resgatados são cuidados no Centro de Acolhimento e Bem-Estar Animal e, após recuperação, passam por castração e são colocados para adoção por meio do projeto Adota Pet. O Samu Pet foi inaugurado em abril de 2021 e, desde lá, já realizou 154 resgates de animais de rua, 23 já foram microchipados, 16 castrados e 74 adotados. Atualmente, 62 animais estão em tratamento. A cidade ainda não possui um centro de acolhimento para gatos, mas a equipe médica também atende gatos feridos.

“Quem cuida de gente como nós cuidamos também tem que cuidar dos animais de rua como nós estamos fazendo e vamos continuar a fazer. Vamos substituir o antigo canil da cidade por um espaço adequado e que realmente vai cuidar do bem-estar dos cães”, afirmou o prefeito Ednaldo Ribeiro.

De acordo com o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Márcio Rebouças, o local está preparado para receber e recuperar os pacientes de quatro patas. “Temos um centro cirúrgico com ar-condicionado, um ambulatório, médica veterinária, coordenadoras, estagiários, técnicos veterinários, colaboradores da limpeza, ração de qualidade e quantidade”, explicou.

Com ambientes distintos para as condições de saúde de cada cachorro, o espaço conta com maternidade, área para filhotes, área para quarentena, baias de recuperação, internamento, sala de procedimentos, área de banho e área de recreação. Executada pela Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), a obra atende uma reivindicação antiga dos protetores de animais que atuam na cidade.

Fonte: Correio
Leia mais sobre essa e outras notícias no Blog do Valente e e siga no Google Notícias