Febre do Oropouche é diagnosticada em Elísio Medrado; 6 pessoas estão infectadas

O vetor da doença é um inseto bem pequeno, de um a três milímetros, popularmente conhecido como "maruim" ou "mosquito pólvora".

A Secretaria de Saúde  da cidade de Elísio Medrado confirmou a circulação da Febre do Oropouche no município. Ao todo, 89 casos foram registrados até esta terça-feira (14) pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Não há registros de óbitos causados pela doença no estado até agora.

A Febre do Oropouche é uma doença causada por um arbovírus (vírus transmitido por mosquitos). Segundo a Secretaria, o vetor da febre do Oropouche é um inseto bem pequeno, de um a três milímetros, popularmente conhecido como “maruim” ou “mosquito pólvora”.

As manifestações clínicas da infecção são parecidas com o quadro clínico de outras arboviroses, como dengue, chikungunya e febre amarela. Os casos agudos evoluem com febre de início súbito, cefaleia (dor de cabeça), mialgia (dor muscular) e artralgia (dor articular).

Outros sintomas como tontura, dor retro-ocular, calafrios, fotofobia, náuseas e vômitos também são relatados. Os sintomas duram de 2 a 7 dias, com evolução benigna e sem sequelas, mesmo nos casos mais graves.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia