Homem some após sair para trabalhar e família diz que carro dele foi visto com outra pessoa em imagens de câmeras de galpão

Um homem de 31 anos está desaparecido há oito dias e a situação preocupa os familiares. Ruan Carlos Maia é mecânico, morador de Salvador, e desapareceu após sair de casa para trabalhar.

Segundo a família, a principal pista do desaparecimento é um vídeo de câmeras de segurança instaladas na área externa de galpões no bairro de Pirajá, na capital baiana, lugar onde o carro dele foi encontrado horas depois do desaparecimento.

Pai de uma adolescente de 13 anos, a última vez que Ruan falou com os parentes foi na quinta-feira (8).

“Nesse mesmo dia, 10 horas da manhã, o pai dele me ligou perguntando se eu tinha visto Ruan. Se Ruan tinha saído para algum lugar, se tinha avisado alguma coisa. Eu disse para ele que não, que Ruan tinha saído como se fosse trabalhar. Então, falei a ele que iria entrar em contato por ligações e por WhatsApp, mas não consegui de forma alguma”, disse um familiar que preferiu não se identificar.

“Quando foi o fim da tarde, que é o horário que ele [Ruan] costuma chegar em casa, a gente pegou e começou a ligar uns para os outros para saber e nada”, contou.

Nas imagens das câmeras de segurança conseguidas pela família, é possível ver um homem estacionando o carro de Ruan, que é preto. Usando um boné, e nas mãos um objeto que se assemelha a um colete a prova de balas. O homem saí do veículo de Ruan e vai em direção a um carro branco, que tem um giroflex no teto. O homem entra por uma das portas traseiras do veículo branco e o carro deixa o local.

Os familiares têm certeza que o carro das imagens é o de Ruan.

“É sim. Porque a placa é de Ruan, o carro é conhecido por ele, tem o nome dele, tem o nome da filha dele, tem tudo lá. Nesse vídeo, a gente não consegue ver a placa, mas a gente tem certeza. Se a gente foi lá para pegar o carro? Ali é o carro de Ruan e a pessoa que está dirigindo o carro não é Ruan”, disse a mulher.

O carro está guardado pela família com autorização da polícia. O veículo passou por perícia e os parentes não encontraram a chave, nem o documento do carro, mas nada foi levado, como som e rodas, por exemplo. A família também encontrou um tênis de Ruan, que estava na mala do carro.

O caso do desaparecimento foi denunciado em duas delegacias, na 4ª DT (São Caetano) e Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), mas até a última atualização desta reportagem não houve nenhuma informação sobre o desaparecimento do mecânico.

O uso do giroflex e do que parece ser um colete a prova de balas levantam a suspeita se há policiais envolvidos no desaparecimento de Ruan.

Diante das imagens, o Departamento de Combate ao Crime Organizado (Draco) instaurou inquérito e investiga o caso. A família, assustada, ainda tenta entender o que há por trás desse mistério.

“A minha filha diz para mim: ‘meu pai vai voltar, meu pai vai voltar’. Ela está com esperança que o pai vai voltar”, concluiu a mulher.

Fonte: G1



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *