Parque de Exposições de Salvador terá 11 dias de festa junina a partir de 13 de junho

Foto: Thiago Del Rey/ Sufotur

Salvador vai entrar no clima do São João com uma festa prolongada em 2024. Desde 2017, a cidade tem se destacado por oferecer uma programação atrativa durante o período junino, e este ano não será diferente, com 11 dias de celebração garantidos.

De acordo com informações obtidas pelo Bahia Notícias, o evento organizado pela Superintendência de Fomento ao Turismo (Sufotur) está marcado para ocorrer no Parque de Exposições de Salvador em três períodos: de 13 a 15 de junho, de 21 a 24 de junho e de 29 de junho a 2 de julho.

Embora as atrações do São João ainda não tenham sido divulgadas pelo Governo da Bahia, o cantor Xand Avião confirmou, durante a festa Viiixe Forró & Piseiro, que se apresentará na capital baiana em 30 de junho, uma das datas reservadas no Parque de Exposições.

A cidade também contará com celebrações espalhadas por diversas regiões, incluindo o Centro Histórico de Salvador.

O Pelourinho, tradicional ponto de encontro junino, sediará eventos culturais entre 21 e 24 de junho, incluindo shows de artistas renomados, o tradicional Samba Junino, trios e quartetos nordestinos.

O objetivo do Governo da Bahia é destacar as Matrizes Tradicionais do Forró. O secretário estadual de Cultura, Bruno Monteiro, confirmou essa intenção em entrevista ao Bahia Notícias em abril.

“O governador me encomendou que a Secretaria de Cultura tenha a forma de apoio à nossa cultura raiz, a cultura do forró pé de serra, dos trios nordestinos, da quadrilha junina, do samba junino, essas manifestações tão importantes e tão identitárias do São João. Então nós teremos muita valorização disso.”

A Sufotur também lançou um edital para o Concurso de Quadrilhas de 2024, com uma premiação de R$ 15 mil.

O lançamento do São João da Bahia ocorreu no Centro de Tradições Nordestinas, em São Paulo, no início de maio.

O secretário estadual do Turismo, Maurício Bacelar, destacou a expectativa para o evento e o impacto econômico esperado para o estado.

“A nossa expectativa é que este ano a gente bata um novo recorde, que a gente tenha na Bahia mais de 1,5 milhão de visitantes, que deixarão algo em torno de R$ 2 bilhões para a economia baiana, gerando emprego e renda para os baianos”.

O Painel da Transparência dos Festejos Juninos do Ministério Público do Estado (MP-BA) revela que até o momento foram investidos R$ 180 milhões nas atrações das festas juninas.

Esse valor abrange gastos em diversos municípios baianos, e não apenas na capital. Do total, o Governo da Bahia destinará R$ 132 milhões diretamente aos municípios.

Em 2023, o estado investiu mais de R$ 100 milhões para realizar a festa em mais de 280 municípios.

Até agora, apenas o Forró Ticomia, em Ibicuí, está confirmado para ocorrer na Fazenda Eldorado em 22 de junho, com atrações como Xand Avião, Luan Estilizado, Otávio Mateus, Dorgival Dantas, Batista Lima, Lordão e Eric Land. Os ingressos all inclusive custam R$ 670.

Rodrigo Melo, da produtora Pequena Notável, comentou ao Bahia Notícias sobre o cenário de eventos na Bahia.

“Eu acho que os formatos estão sendo mudados. Eu, Rodrigo, não acredito mais em eventos de grande porte, eventos em que você tenha que pagar o custo com mais de 20 mil pessoas. Eu não acredito pelo tamanho das estruturas que precisam ser montadas, pelo tamanho do artista, pelos cachês que são muito altos também. O bilhete não está pagando toda a estrutura que tem que ser montada para isso.”

Paulinho Sfrega, idealizador do Forró do Sfrega em Senhor do Bonfim, apontou que o alto investimento nas festas públicas está dificultando a realização de eventos privados. Em 2024, o Brega Light, em Ibicuí, também foi cancelado.

As festas Forró do Bosque, em Cruz das Almas, Forró do Piu-Piu em Amargosa e Forró do Lago em Santo Antônio de Jesus não ocorrem desde 2023, e Rodrigo Melo confirmou que as duas últimas não terão edições em 2024.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia