Rui diz que a Bahia está distante de segunda onda de contágio, mas que quadro pode mudar

O governador Rui Costa (PT) disse na manhã desta segunda-feira (9) que a Bahia, hoje, está distante de ter uma segunda onda de contaminação da Covid-19. Apesar disso, ele reforçou o pedido para que as pessoas usem máscaras ao sair de casa e comentou sobre as aglomerações nas campanhas políticas no interior.

“Ver hoje nas ruas de qualquer cidade da Bahia as pessoas sem máscara é um grande risco. A gente reitera o apelo para que a população continue usando máscara ao sair de casa, isso diminui substantivamente. Se há unanimidade no mundo sobre que medida adotar, a gente pode dizer que existe uma: o uso de máscara. Isso está mais do que comprovado que diminui o contágio”, disse o governador, que comentou sobre as aglomerações em cidades do interior.

“Eventualmente, temos números aí de infectados que tem a ver com as aglomerações nas campanhas eleitorais. Infelizmente, eu diria que a paixão e a vibração termina provocando essas aglomerações. Quanto menor a cidade, é mais paixão envolvida na eleição local. Nas cidades maiores, não estamos tendo problemas com isso, como Salvador, Feira, Conquista e Juazeiro. Nessas cidades maiores, eu diria que têm menos paixão envolvida e as campanhas estão sendo feitas em carreatas, que não geram aglomerações. Paixão humana quando se tá reunido você não controla, não tem jeito, não adianta criar uma situação de força do Estado que não vai resolver”, afirmou Rui.

O governador também descartou que a Bahia possa, neste momento, contrair uma segunda onda de contágio da doença, mas reiterou que o quadro pode mudar em poucos dias.

“Falta só uma semana, alguns dias para a eleição. A gente torce e reza para que não se tenha grande repique. Até agora, graças a Deus, o que teve de forma substantiva e que podemos relatar é que parou de cair a doença, mas ainda não houve uma elevação da curva em cidade nenhuma. Há uma flutuação natural do retorno da contaminação, mas nada ainda que provoque pânico ou sinalize uma segunda onda. Por enquanto. Estou dizendo isso hoje, mas pode ser que daqui a uma semana esteja dizendo outra, nós temos agora uma reta final de campanha e pode ser que o quadro mude, mas hoje, posso afirmar que nada sinaliza uma segunda onda. Espero que possa repetir a mesma coisa na próxima segunda feira”, completou Rui.

*Bahia.ba