Apesar de melhora discreta, taxa de óbitos na Bahia continuará elevada, diz Vilas-Boas

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirmou nesta quarta-feira (12) que a taxa de mortalidade decorrente da Covid-19 deverá permanecer elevada nas próximas semanas. Segundo o secretário, apesar de os indicadores epidemiológicos apontarem para uma leve queda no número de óbitos, o patamar de 80 a 90 mortes por dia ainda é muito alto em todo o estado. A previsão de Vilas-Boas ocorre em meio ao afrouxamento de restrições para conter o avanço da doença, a exemplo da liberação de atividades econômicas e de entretenimento, além da reabertura de escolas.

“O número de óbitos caiu, já chegamos a relatar até 150 óbitos em 24 horas. Mas hoje eles continuam aí em torno de 80 e 90, o que é ainda é um número alto, e ele vai permanecer alto, porque nós temos hoje 1.260 pacientes internados em UTI. Há uma expectativa que entre 30% e 40% das pessoas venham a morrer. E nós estamos internando pessoas todos os dias. Nós teremos uma taxa de óbitos ainda elevada na medida em que mantivermos a taxa de ocupação de UTIs elevada”, disse Vilas-Boas em entrevista à rádio Metrópole.

De acordo com o secretário, atualmente, as UTIs baianas têm ocupação média entre 80% e 90%.

“Estamos numa fase em que paramos de piorar e estamos lentamente, mas muito lentamente, melhorando. A melhora é muito discreta. Nós essencialmente estamos mantendo taxa de ocupação aí acima aí de 80% na maioria das regiões do estado. Já houve períodos em que essa taxa foi de 100%, período em que ela ficou sempre acima de 90%. Agora estamos mantendo entre 80% e 90%, o que é muito alto”, declarou Vilas-Boas.

*Bahia.Ba