Após Dr. Gil afirmar que funcionários da Câmara ganham 5 mil e não vão trabalhar, presidente explica a situação: ‘Estão fazendo trabalhos na rua’

Após Dr. Gil afirmar que funcionários da Câmara ganham 5 mil e não vão trabalhar, presidente explica a situação: ‘Estão fazendo trabalhos na rua’
Foto: reprodução

O presidente da Câmara de Vereadores de Santo Antônio de Jesus, o vereador Francisco Damasceno (DEM), popular Chico de Dega, respondeu, em entrevista ao repórter Itajaí Junior, questionamentos que o também vereador Dr. Gil Couto (PSDB) fez durante a sessão da Câmara no último dia 17 de Maio. 

Na ocasião, Dr. Gil afirmou que alguns funcionários da Casa chegam a ganhar R$ 5.000 (cinco mil reais), mas não vão trabalhar (leia esta notícia aqui). 

“Dr. Gil fez a cobrança de alguns funcionários na Câmara, ele está certo. Ele quer ver as pessoas trabalhando, não tiro o direito do vereador, mas nós estamos no momento de uma pandemia. Nós temos uma resolução na Câmara que as pessoas não podem vir em números para aqui, e para a Câmara não ficar fechada, as pessoas mais novas estão vindo trabalhar na parte interna, e as pessoas mais idosas estão fazendo outro trabalho”, explicou Chico. 

Segundo o vereador, os funcionários que não estão indo para a Casa, fazem no momento um trabalho de fiscalização em determinado locais. 

“Estão fazendo trabalhos na rua, visitando PSF, não estão deixando de trabalhar. Mas eu não posso agora no momento do Covid, que a gente ver pessoas nossas queridas doentes, trazer as pessoas para a Câmara, para a Câmara ser foco de pessoas contaminadas e até mortas”, disse o presidente, completando que outros órgãos públicos também estão com o número de funcionários reduzidos. 

O presidente também respondeu a fala de Dr.Gil, onde o vereador diz que os carros da Câmara estão sucateados (veja aqui). “Dr. Gil falou ali em ‘sucatas’, eu nunca vi na história os carros se acabarem. Não quero colocar fama em marcas, mas conserto de carro, se você for fazer, gasta 10 (dez), 15 (quinze) mil reais, é inviável. Você vai gastar este dinheiro de novo”, o mesmo ainda citou órgãos da esfera federal e estadual que, segundo ele, utilizam carros locados.