Delegada Geral da polícia civil anuncia reforma na 4ª Coorpin em SAJ, chegada de novas viaturas e concurso para delegados; confira

Delegada Geral da polícia civil anuncia reforma na 4ª Coorpin em SAJ, chegada de novas viaturas e concurso para delegados; confira
Imagem: Reprodução/ Twitter

A delegada geral da Polícia Civil, Heloisa Campos Brito, visitou nesta quarta-feira (19) a sede da 4ª Coordenadoria de Polícia do Interior em Santo Antônio de Jesus, e durante sua passagem, conversou e delegados e escrivães sobre o trabalho desenvolvido pelas equipes e necessidades dos servidores.

Em entrevista ao repórter Antônio Carlos, Brito disse que o principal objetivo da visita a Coorpin é saber dos servidores quais as suas principais necessidades e o que pode ser implementado para melhorar o trabalho da polícia civil.

Conforme evidenciou, as delegacias contará com aparato tecnológico e processo de informatização, o que segundo a Delegada geral, representará um ganho de tempo significativo além de economizar custos.

“Além da digitalização dos inquéritos policiais, iremos focar questão da investigação através da inteligência policial, implantando núcleos na sede das coordenadorias para que todos os servidores possam desenvolver e utilizar todos os equipamentos de inteligência voltados as atividades de investigação da polícia e do Judiciário”, explica.

Recentemente, o governador Rui Costa, autorizou a reforma nas Coordenadorias e um total de 200 delegacias passarão pelo processo, dentre elas a sede da 4ª Coorpin em Santo Antônio de Jesus.

“O Governador nos brindou com esse presente. Ele tem se mostrado sensível a essa demanda, sabendo da necessidade de reformas em várias unidades. Para isso, ele nos solicitou uma lista de prioridades daquelas unidades que mais precisavam sofrer um processo de intervenção mais rápido e a sede em Santo Antônio de Jesus é uma delas”, evidencia.

Heloisa falou ainda sobre os recentes ataques a banco em cidades do interior e também na capital baiana. Desde o início do ano, cerca de 25 agências bancárias foram alvos de criminosos. A este respeito a delegada Geral disse que

“Em ano anteriores o roubo a bancos havia diminuído no estado da Bahia e estávamos felizes com esse controle. Para combater esse tipo de modalidade abrimos uma frente de trabalho como o monitoramento do uso dos explosivos, de como estão sendo vendidos e transportados dentro de nosso estado”, disse.

Além do monitoramento, a parceria entre as polícias e fundamental, e conforme ressalta Brito, a junção de todos esses esforços, permite que se faça um mapeamento dos indivíduos envolvidos nos ataques e contudo, o resultado de prisões.

Em relação à falta de delegados nas Territoriais, Drªa Heloisa afirmou que, após o anúncio de reforma previdenciária agravou a situação, já que muitos delegados se aposentaram, deixando uma lacuna. De acordo a delegada geral, 31 mil servidores deram baixa em seus cargos em razão da reforma. Contudo, já foi sinalizado ao estado um novo concurso para delegados.

Em termo de equipamentos, como armamento e frota de veículos e viaturas, Heloisa disse que novas viaturas deverão chegar para suprir a demanda, mas o armamento e equipamentos de proteção são suficientes.