PSG apoia Neymar: ‘Não há lugar para o racismo na sociedade’

Foto: Divulgação/PSG

Um dia depois de Neymar acusar o zagueiro Álvaro González, do Olympique de Marselha, de racismo, durante partida realizada no último domingo (13), o Paris Saint-Germain divulgou uma nota de apoio ao craque. No comunicado, o clube diz que “apoia fortemente” o jogador e pede que a Ligue 1, organizadora do Campeonato Francês, investigue a denúncia feita por Ney ainda em campo.

“O clube lembra que não há lugar para o racismo na sociedade, no futebol ou nas nossas vidas e apela a todos para que se manifestem contra todas as suas manifestações em todo o mundo”, publicou o PSG.

Ainda no primeiro tempo da partida, que terminou em 1×0 para o Olympique, Neymar foi até o quarto árbitro dizer “racismo não!”, como captado pelos microfones. Ele se referia a González, embora não fosse possível saber se o brasileiro era o alvo das ofensas. O espanhol, por sua vez, falou que recebeu uma cusparada de Di María, que também alegou ter sido ofendido. O zagueiro pediu que o VAR fosse utilizado, mas o o árbitro Jêrome Brissard não puniu ninguém.

No segundo tempo, Neymar voltou a discutir com Álvaro González e deu um tapa na cabeça do espanhol. A arbitragem viu o lance e expulsou o brasileiro. Ele saiu irritado e, mais uma vez, acusando o defensor de racismo.

Fonte: Correio




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *