Colados na tabela, Bahia e Botafogo se enfrentam na Fonte Nova

A virada de turno no Campeonato Brasileiro pode significar o início de uma nova história. É com esse pensamento que o Bahia encara o Botafogo, neste domingo, às 18h15, na Fonte Nova, pela 20ª rodada da competição nacional.

Diante do alvinegro carioca, o desejo do tricolor é a de apagar a campanha do time no primeiro turno e iniciar uma sequência que proporcione ao time subir na tabela do Brasileirão. Tudo isso sem esquecer que o momento da equipe na Série A ainda é delicado.

Apesar de ter um jogo a menos no campeonato, o Bahia está colado ao Botafogo na luta contra o rebaixamento. Enquanto o tricolor inicia a rodada com 19 pontos – mesma pontuação de Vasco, Coritiba e Bragantino, os dois últimos estão na zona de rebaixamento -, o Botafogo está apenas uma posição acima, com 20 pontos. Por isso, o jogo diante dos alvinegros é considerado de “seis pontos” e mais do que nunca o Esquadrão precisará vencer.

Por outro lado, Bahia e Botafogo chegam para a partida em climas bem diferentes. Enquanto a equipe azul, vermelha e branca está mais leve após golear o Melgar-PER por 4×0, na última quinta-feira e se garantir nas oitavas de final da Copa Sul-Americana, o clube da estrela solitária ampliou a crise ao ser eliminado pelo Cuiabá nas oitavas da Copa do Brasil.

O Bahia conseguiu quebrar a sequência de dois tropeços que teve por Brasileirão e Copa do Brasil. Já o Botafogo vem de cinco jogos sem saber o que é triunfo. Elementos importantes e que podem ajudar o tricolor na partida.

Por sinal, enfrentar o Botafogo tem sido animador para o Bahia nos últimos anos. No primeiro turno, por exemplo, o Esquadrão conseguiu vencer o alvinegro por 2×1, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Na ocasião, o time vinha de uma sequência ingrata de nove jogos sem vencer e o treinador Mano Menezes conquistou o primeiro triunfo no comando da equipe.

Mas apesar de ter levado a melhor durante o primeiro turno, o Bahia entrar em campo ligado para evitar qualquer tipo de surpresa na Fonte Nova. Pelo menos é o que garante o atacante Fessin.

Correio24horas