Sonhando com o fim do jejum, Vitória encara Sampaio Corrêa fora

O Vitória começa, neste fim de semana, sua campanha pelo returno da Série B. Daqui para frente, será foco total em fazer um campeonato de recuperação, para afastar o risco de rebaixamento. Após começar a 20ª rodada em 15º, o Leão foi superado na tabela pelo Cruzeiro e, agora, figura apenas uma posição acima do Z4, com 21 pontos. Portanto, mais que nunca, ganhar é preciso.

O primeiro adversário nesta missão será o Sampaio Corrêa, em duelo marcado para esse domingo (8), às 16h, no estádio Castelão, em São Luís. No turno inicial, o Vitória se deu melhor: superou o clube do Maranhão por 1×0, no Barradão, e estreou na Série B com o pé direito. Foi o começo dos seis jogos de invencibilidade que o rubro-negro manteve no torneio – um cenário bem diferente de agora, em que a equipe não sabe o que é ganhar há oito partidas.

“A gente tem uma necessidade muito clara de interromper essa sequência sem vitórias. Por mais que estabeleça metas quantitativas, é muito importante que, de uma vez por todas, interrompa essa sequência. É o primeiro passo”, afirmou o técnico Eduardo Barroca.

Repetir os três pontos sobre a ‘Bolívia Querida’, agora em São Luís, pode ser o que o Leão precisa para recuperar a confiança que tinha no início do campeonato. De quebra, seria o esperado triunfo fora de casa. Em todo o primeiro turno, o Vitória não conseguiu bater qualquer rival longe de Salvador, somando seis empates e três derrotas. Fechou o turno como o segundo pior visitante, com 22,2% de aproveitamento, na frente apenas do Oeste (7,4%).

“A gente precisa identificar o que aconteceu nos últimos jogos, corrigir pontualmente, fazer as escolhas de acordo com o que a gente imagina que vai ser o jogo contra o Sampaio. E, principalmente, colocar em prática no domingo, para que encerre essa sequência sem vitórias e comece o segundo turno diferente do que foi o primeiro”, continuou Barroca.

Para o duelo, o treinador não terá o volante Guilherme Rend, que cumpre suspensão por três cartões amarelos. Assim, o Vitória deve entrar em campo com: Ronaldo, Van, Maurício Ramos, Wallace e Thiago Carleto; Matheus Frizzo, Fernando Neto e Thiago Lopes; Vico, Léo Ceará e Rafael Carioca.

Outro lado
O Sampaio Corrêa, por sua vez, tem aproveitamento de 55,6% como mandante. Nos nove jogos em que recebeu rivais em casa, ganhou cinco e perdeu quatro, sem qualquer empate. Foram 15 pontos conquistados no Maranhão, dos 28 que soma até aqui.

Apesar da Bolívia Querida estar em uma situação oposta ao Vitória, mirando o G4, o técnico Léo Condé fez questão de mostrar respeito ao rival rubro-negro.

“Esperamos como sempre um mais jogo difícil. Um adversário de alto investimento, camisa forte, mas jogando no Castelão a gente espera fazer um bom jogo para a buscar um bom resultado e se manter nesse bloco de cima da competição”, avisou.

Os anfitriões devem jogar com Mota, Luis Gustavo, Joécio, Daniel Felipe e Marlon; Ferreira, Vinícius Kiss e Marcinho; Gustavo Ramos, Caio Dantas e Roney.

correio24horas