Após arquivamento de inquérito, Bahia oferece apoio jurídico a Ramírez; meia rejeita

Felipe Oliveira/EC Bahia

Após o arquivamento do inquérito envolvendo os meias Gerson, do Flamengo, e Índio Ramírez, do Bahia, o Tricolor resolveu ajudar seu jogador. O Galáticos Online apurou que a diretoria do clube ofereceu apoio jurídico ao colombiano.

O meia, porém, não aceitou. Ramírez optou por constituir um advogado particular para cuidar do caso.

O jogador ainda não decidiu se acionará Gerson judicialmente por falsa acusação de racismo, mas revelou que caso o faça comunicará ao Bahia para que as partes atuem no caso em conjunto.

O auditor Maurício Neves Fonseca, do STJD, arquivou o inquérito por falta de provas. O meia do time carioca acusou Ramírez de ter dito “cala a boa, negro” no confronto entre as equipes, no Maracanã. Os laudos e imagens de vídeos, porém, não comprovaram a acusação.

*Bocão News