Vitória sai na frente, leva virada e perde para o Remo por 2 a 1

Foto: Maurícia da Mata/ECV

O Vitória continua não sendo um time confiável. Hoje (11) à noite desperdiçou dentro de casa, no Estádio Manoel Barradas, a sua melhor oportunidade de sair do Z-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, ao perder, de virada, por 2 a 1, para o Remo de Belém no jogo válido pela 23ª rodada.

Com esse resultado, o Rubro-negro permanece entre os quatro últimos colocados, em 17º lugar com 23 pontos, seriamente assombrado pelo fantasma do rebaixamento em 2022.

Até os 15min do 2º tempo o Vitória estava fora do Z-4, com o triunfo parcial de 1 a 0, gol de Marcinho, aos 12min do 1º tempo, com uma série de oportunidades de gols desperdiçadas para ampliar o placar. Mas no 2º tempo, o time sob o comando do técnico Wagner Lopes, entregou.

Por culpa de erros individuais, o Remo empatou aos 16, com Matheus Oliveira, e virou para 2 a 1, aos 43min, com Lucas Tocantins, numa sucessão de erros imperdoáveis da defesa do instável time do Rubro-negro baiano.

O próximo jogo será na sexta-feira, dia 17, contra o Brusque, em Santa Catarina.

FICHA TÉCNICA
Vitória 1 x 2 Remo
Série B – 23ª rodada
Data: 10/09/2021 (sexta-feira)

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Horário: 19h
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Ricardo Junio de Souza (MG) e Fernanda Nãndrea Gomes Antes (Fifa/MG)
Quarto Árbitro: Eziquiel Sousa Costa (BA)
Analista de Campo: Cláudio Antônio Dias Aragão (BA)
Árbitro de Vídeo: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro  (RN)
AVAR: Flávio Gomes Barroca  (RN)
Observador de VAR: Sergio Cristiano Nascimento (RJ).
Cartões amarelos: Marcinho e Mateus Moraes (Vitória); Matheus Oliveira (Remo)
Cartão vermelho: Caíque (Vitória)
Gols: Marcinho (Vitória); Marcos Júnior e Lucas Tocantins (Remo)

Vitória: Lucas Arcanjo; Van, Wallace, Mateus Moraes e Roberto; Pablo Siles (Cedric), Fernando Neto e Bruno Oliveira (Soares Bolota); Marcinho (Eron), Samuel (Mateusinho) e David (Ronan). Técnico: Wagner Lopes.

Remo: Vinícius; Thiago Ennes (Pingo), Rafael Jansen, Marlon e Raimar; Anderson Uchoa (Marcos Júnior), Lucas Siqueira (Lucas Tocantins) e Felipe Gedoz; Arthur, Matheus Oliveira (Jefferson) e Rafinha. Técnico: Felipe Conceição.