Militar que transportou cocaína em avião da FAB é condenado a 14 anos de prisão

Foto: Redes Sociais | Guarda Civil da Espanha
Foto: Redes Sociais | Guarda Civil da Espanha

Julgado nesta terça-feira (15), o sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues foi condenado pelo Superior Tribunal Militar (STM) a 14 anos e seis meses de prisão pelo crime de tráfico internacional de drogas. A defesa ainda pode recorrer.

A sentença se deu, após o militar ser denunciado pelo Ministério Público Militar por transportar 39 kg de cocaína em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que levava a comitiva do presidente Jair Bolsonaro à Espanha, em junho de 2019.

De acordo com informações do R7, durante o julgamento Manoel Rodrigues admitiu ter carregado a cocaína em uma mala e afirmou que a droga foi entregue a ele no Brasil. “Quem me entregou me disse que seu destino era a Suíça e que eu deveria levá-la para a Europa”, relatou.

No tribunal, o militar disse ainda estar “profundamente arrependido” e alegou que “estava passando por dificuldades econômicas” porque “um militar no Brasil não tem um bom salário”.

Fonte: Bahia.ba