PM do Paraná se confunde e assassino do ator Rafael Miguel segue foragido

 

Acusado de assassinar o ator Rafael Miguel e os pais do jovem em 2019, o empresário Paulo Cupertino segue foragido. De acordo com informações do G1, obtidas pelo delegado-geral de São Paulo, a Polícia Militar do Paraná teria se confundido. Por isso, não procede a informação de que o acusado foi capturado, nesta quarta-feira (28), no norte paranaense.

Segundo investigações da Polícia Civil, foi descoberto, na segunda-feira (26), que Cupertino fez documentos falsos e adotou o nome de “Manoel Machado da Silva”. A tentativa de disfarce foi feita na cidade de Jataizinho, no norte do Paraná. Os policiais também constataram dados diferentes em cada um dos documentos, que já foram cancelados.

Paulo Cupertino segue foragido desde o dia 9 de junho de 2019 quando cometeu os três assassinatos na própria casa, em São Paulo. Ele matou o ator Rafael Miguel, e os pais do artista, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50, com cerca de 13 tiros. Cupertino não se conformava com o namoro da filha com o ator e cometeu o crime durante um encontro para discutir sobre o relacionamento dos dois jovens.

Fonte: BN